quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Preguiça, falta de posts e abelhas

Cara, preguiça é pecado, eu sei. Mas do momento que eu já peco prá kct, qual é o problema de pecar mais um pouquinho? Hoje é um dos dias que a coisa está muito feia. Basicamente é: se preguiça matasse eu estaria postando do além.

Mas como me cobraram pela falta de posts, eu farei um esforcinho.

Não tenho feito nada muito relevante da vida, fora as coisas que não posso postar aqui, ou as que não quero... e não tenho visto nada de relevante tb, poucos filmes, nenhum seriado, nem anime e estou agarrada em dois livros há séculos (aliás, vou postar sobre A Cabana, que livrinho enjoado!). Resumo: nenhum tema central, fora minha mediana vida pessoal.

Só que... os acidentes continuam ocorrendo ao meu redor e esse eu TENHO que contar.

Eu e minha mãe gastamos RIOS de dinheiro refazendo a nossa roupa de cama, ai mamily resolveu pegar os tavesseiros antigos e lavar para guardar (a visita fica com o velho, claro), nisso ela conseguiu acertá-lo em uma colméia MONSTRA que tem no telhado do terraço. É... ela porrou uma colméia com um travesseiro ensopado de água. Adivinhem o que aconteceu?

Não só minha mãe foi atacada (aliás, MUITO atacada), mas tb Laika (a cadela) e o RESTANTE da rua. A rua INTEIRA ficou preta de abelhas!

Aliás, segundo a mesma, um molequinho que jogava bola no campinho da frente ficou paralisado, totalmente sem reação, sendo comido pelas abelhinhas nervosas. rsrsrsr

Ai vem... a rua inteira chamou o corpo de bombeiros e quando eles chegaram os vizinhos mais "sem-nada-para-fazer" entraram para dar seus pitacos na coisa.

O vizinho "à toa" MOR, veio todo todo dizendo para minha mãe que eram abelhas africanas e quem era picado morreria. Minha mãe pensou: pronto, morri (já que a doida tinha mais de 12 mordidas, ainda com ferrão).

Ainda esperando morrer e com olho cada vez menor (de uma das mordidas que foi na pálpebra) vai minha mãe socorrer a cadela, que ainda estava lutando com o ar para descontar a raiva das mordidas nas suas abelhas imaginárias.

Agora, um pequeno vislumbre da cena: está minha mãe lavando os travesseiros, como já disse, e quando ela coloca um bem molhado no muro ele vira e dispenca em cima da colméia. As abelhas, segundo Mamyli, fizeram uma setinha igual naqueles desenhos animados, miraram nela e "pau-no-burro" (segundo a abelha rainha), ou melhor, "pau na burra que jogou o travesseiro na gente!"

Ai a criatura sai correndo (minha mãe é semi-idosa-gordinha-sedentária), tirando a roupa, aos berros, atropelando a cadela (pois claro que a idiota tinha que ficar fazendo festinha da cena e foi por isso que sobou para ela tb), com abelha grudada por tudo o quanto é parte do corpo. Ou melhor, não... segundo disse ela: "Engraçado, as abelhas não me morderam nas costas, SÓ nos braços, nas pernas, na barriga, no peito, na cabeça e no rosto". PUTZ, ???

Quando eu chego do trabalho, tudo meio mudo (coisa impossível na minha casa), tudo fechado (coisa realmente impossível na minha casa), Laika super calma (nem vou comentar sobre a impossibilidade desse fato) e minha mãe quase roxa. Ai veio toda felizinha me contar a façanha que ela tinha arrumado.

Olha, minha mãe é um absurdo! Rsrsr Quando ela foi presa por boca-de-urna, assim que ela foi solta (nisso eu perocupadíssima, sem saber onde ela estava) veio toda serelepe, risonha e se divertindo como nunca me contar! Igual nesse pós-ataque das pseudo-abelhas africanas. Sem comentários... rsrsrs

Graças a Deus que alguém aqui em casa tem juízo! (atualmente o filhote de 3 anos rsrsr)

2 comentários:

Laura Schwartz disse...

Nossa!!!! Isso é tudo de ruim e tudo de comédia ao mesmo tempo!!! Eu tenho horror a picada de abelha. Tive um trauma quando era pequena porque uma me picou na ponta do nariz que inchou e ficou gigante, e aí eu lá, criancinha, sofrendo, e minha mãe se matando de rir do meu nariz de batatão.

Diana Bitten disse...

HAUAHU Sua mãe e o senso de amor materno dela! HAUHAUHA

Agora.. Graças a Deus que foi na minah mãe, pois se fosse comigo eu morria, tenho certeza.