quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Falta de valores

Não leiam esse post. Vou postar pois preciso, mas não gostaria que ninguém o lesse, já que eu sinceramente me sinto mal quando estrago o clima inicialmente planejado por mim para o blog.

Mas estou desde sábado me segurando e, mesmo sabendo que a coisa aqui não sairá da forma como está organizada mentalmente (como se o meu cérebro fosse organizado... tá!), como não tenho ninguém aqui para dividir, vou usar meu espacinho virtual para divagar.

Não gosto desse lugar que resido, não gosto do clima que envolve esse ambiente e não gosto da forma como as pessoas agem. É, generalizo mesmo, pois até parece que tem um vírus no ar, uma bactéria na água, não sei! Mas a coisa tem uma proporção enorme! E eu ainda, mesmo depois de um ano de convívio infeliz, não consegui ver a exceção a regra. E o pior, tenho medo de estar me transformando numa pessoa pior também.

O que gera um certo incômodo em situações normais, em momentos de irritação pessoal se torna um pesadelo na Terra. E eu começo a aumentar o meu nível de generalização. Paro de pensar que só Muriaé é assim. Penso que Minas é assim. Depois que o Brasil. Depois que os países em desenvolvimento. E depois que o mundo tem mais é que acabar pois está perdido mesmo!!

Claro que depois de doses imensas de cerveja eu volto a achar que Muriaé é assim. Ou quando estou bêbada mesmo penso que "não, sou eu que não estou encontrando as circunstâncias favoráveis, e só me deparo com a parte ruim de Muriaé".

O que é verdade eu não sei. Só sei que ligar o som escacetando o ouvido humano às seis e meia da manhã é errado. Que não respeitar o bem do próximo é errado. Que jogar lixo na rua é errado. Que a falta de uma correta motivação pessoal é errado. Que ser "descansado" no trabalho é errado. Que viver em função de aparências (de um modo geral) é errado. Que fofoca é errado. Que só olhar para o seu umbigo é errado. Que tirar vantagem dos outros é errado... tá, parei!

Ai eu me pego pensando em conceitos culturais. Que diabo de cultura é essa que nós temos que, ao invés de valorizar o esforço pessoal, a vontade de superação, a dedicação ao trabalho, a honra da pessoa, a doação às causas nobres, critica essas posturas?!? Se você é esforçado, vc é trouxa. Se você quer se superar, você é arrogante e quer ser melhor do que os outros. Se você é dedicado, vc é prego. Se você se doa, é otário que perde tempo à toa.

Você costuma ver muitas pessoas ao seu lado dando o melhor de si? E estando satisfeito só por colocar a cabeça no travesseiro de noite, avaliar seu dia e ver que conseguiu executar várias ações de bondade e prosperidade? DU-VI-DO, infelizmente.

Você vê pessoas que só querem saber de exibir seus novos bens. Ai que vontade que me dá de falar realmente o que penso!!!!! Mas se eu falar, já sabem, né? Eu sou a errada. Eu sou a criadora de caso, encrenqueira. Eu sou a boba. Eu sou a invejosa. OU, na melhor das hipóteses, me chamam de comunista...

Que merda de mundo hipócrita e sem valores!!!

Um comentário:

Laura Schwartz disse...

Diana, humanos são mesquinhos, e infelizmente é uma verdade pra todos, e pior ainda que isso, há alguns que são mesquinhos e mal educados, e acho que isso é o mal pior da sua situação aí.

Tem que ser o ser superior e magnânimo e sentir pena do resto, e respirar fundo e seguir em frente, buscando como sair disso. Sei como vc se sente e sei que parece o fim do mundo, mas nada é pra sempre nem constante, e sua mudança chegará também, tenho certeza.