segunda-feira, 28 de setembro de 2009

Declarações políticas

Mesmo que eu não vá falar no blog sobre política (só para não me aborrecer, mesmo pq todos que me conhecem sabem minha linha, que faço questão de não esconder de ninguém), achei interessante a colocação da futura candidata à presidência pelo PV Marina Silva em relação ao antecipamento por parte da situação das eleições do ano que vem...

...uma coisa ligou à outra, e eu resolvi dar pesquisada no que estava acontecendo aos outros candidatos. Eis que me deparo com (o motivo de eu estar blogando) a frase de Dilma Roussef sobre sua superação em relação ao câncer:

"Nesse processo aprendi muito. Aprendi principalmente a valorizar mais as coisas simples e também as coisas complexas [...]. "

Uai, isso não quer dizer que ela aprendeu a valorizar TUDO na vida? Ah, não... de repente ela ainda não valoriza as coisas medianas, né? Só as simples ou as realmente complexas (rsrsr). Notem que a palavra principalmente faz com que sejamos direcionados para um foco único, não?

Porém, a parte séria estava mais à frente, quando ela diz:

"[...] ela afirmou que trabalhará junto ao Ministério da Saúde para aumentar o acesso aos remédios necessários para combater a doença. [...] também aconselhou que as pessoas façam exames periódicos, o que poderia facilitar o tratamento da doença se esta for identificada em um estágio inicial."

PA-LHA-ÇA-DA!!!! Declaração RI-DÍ-CU-LA!

1) Só pensa nos milhões de brasileiros sujeitos (é esse o termo) ao SUS agora? Ou isso é mais uma declaraçãozinha tendenciosa para aproveitar a deixa?

2) AUMENTAR? O termo certo não seria DAR? Corrigindo a frase: "afirmou que trabalhará junto ao Ministério da Saúde para DAR acesso aos remédios necessários para combater a doença". Já que acesso a alguma coisa agora é difícil, hein?

3) Aconselhou EXAMES PERIÓDICOS??? PE-RI-Ó-DI-COS? Como, se nem os emergenciais estão disponíveis? Aliás, se nem atendimentos são dados!!! Se não se encontram especialistas!

4) Facilitar tratamento? Desculpe, mas corrigindo novamente: antes de facilitarmos algo, temos que disponibilizar ESSE algo, né?

5) Na maioria das vezes, atualmente, se as doenças forem identificadas em algum momento, os pacientes já estão no lucro. Ela está querendo que a coisa seja diagnosticada em estágio inicial como? Se nem o mínimo de exames BÁSICOS nós temos acesso?

Porém... como eu disse que não vou falar sobre política, vou acabando por aqui.

2 comentários:

Hj eu sou Samoa Jones disse...

Não critique..... Vc ja saiu com alguem e do q a pessoa falava vc não entendia nada?

E mtas vezes qd questionada falavra frases sem mta nocão ,ate q um dia vc teve a brilhante ideia de ficar quieta torcendo q ninguem o questionasse a respeito de determinado assunto?

Bem a Dilma tbm, mas como ela e uma pessoa publica nao tem a mesma sorte do q nos

Diana Bitten disse...

Ah, me perdoe mas eu critico SIM!

Como pessoa pública, e o PIOR, estando no GOVERNO do meu país (não por vontade minha), tem que ter o mínimo de sabedoria na hora de, pelo menos (já que não AGE) FALAR.

Eu sei que não sou capaz de guardar minhas idiotices só para mim, por isso não aceito uma posição não-compatível.