domingo, 28 de setembro de 2008

Descoberta pessoal

Nesse meu tempinho de “férias forçadas” (não que sejam mas, para me conformar, é melhor pensar assim) estou tentando me descobrir, ou me redescobrir.

Acredito que todos nós nos perdemos, mesmo sem querer ou mesmo sem noção, devido às influências externas que insistem em nos tornar cada vez mais integrantes ao todo. Com isso perdemos nossa individualidade.

Individualidade deve ser entendido diferente de individualismo, ok? Estamos, SIM, cada vez mais individualistas, porém perdendo nossa individualidade. Paradoxal.

Não nos percebemos mais com nosso estilo próprio, ou cada vez mais o perdemos. Devemos resgatá-lo, porém ser fazermos disso uma defesa ou arma contra o próximo, pois assim nos tornaríamos individualistas.

- O seu estilo predileto de música é próprio ou foi "herdado" de algum lugar?
- Você realmente gosta de televisão? Ou faz isso apenas para albergar sua mente?
- Você vive preocupado com o seu corpo? Com a sua imagem no geral?
- Você vive preocupado com a sua performance? Sempre tem que dar o seu melhor?

- Você está satisfeito com a forma que você está vivendo?
- (...)

São tantos os questionamentos a serem feitos, desde os sérios até os superficiais. São tantos os questionamentos que tenho me feito (é gente... tempo ocioso é triiiiste!!).

Uma observação singela (rsrsrs): mente vazia realmente é oficina...

Voltando... acho cada vez mais que temos que tentar parar e tentar tirar alguns momentos para nos manter em algum universo paralelo, criado por nós, onde há somente nós, um espelho e uma lente de contato mágica.

No espelho deverá ser refletido apenas o seu verdadeiro EU, e a lente de contato não deixará que nossas vistas sejam turvadas pelos estímulos externos, assim avaliaríamos e julgaríamos a nós mesmos sem preconceitos.

Tenho certeza que seríamos mais verdadeiros, “leves” e, consequentemente, felizes.

PS: Shrek foi minha ispiração para o post.

Um comentário:

DAGON disse...
Este comentário foi removido pelo autor.