quarta-feira, 22 de abril de 2009

Marley & Eu

Pode parecer mentira para escrever post, mas não é: eu idealizei meu dia hoje, consegui alcançar 90% dos planos e, quando ia para o fechamento, quando tinha iniciado o filme (há muito desejado), toca a campainha.

O filme era Marley & Eu, e a maldita da minha vizinha veio justamente reclamar (novamente) da minha cadela. Parece mentira né? O pior foi a desculpa da criatura: a cadela ENCOSTA no portão! Já ouviram algo semelhante? Não são latidos, bagunça, estragar cerca, matar gatos, matar passarinhos, assustar as crianças, é simplesmente ENCOSTAR no portão.

Para reduzir o show (que eu estava prestes a dar), eu disse: "mãe, a vizinha". E berrei por alguns minutos até me aclamar, deixando bem claro que eu não prenderei a cadela no terraço durante a noite. Mas isso é assunto para outro post, que um dia tentarei escrever de forma bem-humorada.

Voltando ao assunto inicial: Marley e Eu. Inacreditavelmente eu nunca li o livro (fato impressionante até para mim mesma), ai resolvi essa semana ver o filme, que achei uma gostosura. Bem leve, com passagens engraçadas, passagens da vida real (drama) e cenas emocionantes.

Morri de chorar. Claro. Aliás, estou escrevendo isso com o nariz completamente entupido ainda. Mas não acredito que muitas pessoas chorem, principalmente homens, já que achei que é um filme mais de "mulherzinha" (mas posso estar sendo preconceituosa, como normalmente sou em relação aos homens).

Fato interessante é que nunca tinha prestado muita atenção no Owen Wilson, ator que faz o papel principal, mas gostei muito do que vi. Li algumas críticas dizendo não haver química entre os personagens ou entre o cacchorro e o elenco. Sinceramente? Não notei MESMO isso! Como afirmei, eles me convenceram e agradaram muito.

Bom, recomendo. Mas para os mais sensíveis, assistam com lenço do lado.

5 comentários:

gyabbo disse...

Também achei esse filme bem legal e emocionante. Mesmo que eu nunca tenha tido um cachorro, deu pra pegar bem os sentimentos de um dono.

E sobre o choro, bem, pelo menos na seção que eu peguei no cinema, dava pra ouvir pelo menos 90% do cinema chorando, incluindo homens.

PS: Que vizinha louca.

Diana Bitten disse...

Homens chorando com Marley e Eu? Sério?

Bacana... é, sou mesmo preconceituosa, jurava que era filme de mulherzinha.

Nuno Medon disse...

Olá! Isso é um filme, para todas as idades, independetemente do sexo da pessoa. Quem gostar de animais, vai ver de certeza. Para a próxima, mandas a vizinha ir á esquina para ver se eu estou lá...lol lol... beijos e continuação de uma boa noite!

Laura Schwartz disse...

O livro me fez chorar tanto quanto o filme, mas é ainda melhor. Não gostei muito da Aniston mas adoro o Owen Wilson.

Diana Bitten disse...

É Nuno, a vizinha não volta tão cedo, acredite.

Laura, eu não gostava dele, mas apaixonei pelo personagem (mesmo a gente tendo comentado que ele escreveu sobre ele na visão dele) rs.