sexta-feira, 24 de abril de 2009

Hot Gimmick

Lá venho eu com mais um mangá, Hot Gimmick. Não foi o mangá que mais me prendeu, tanto que demorei dias para ler os 54 capítulos, mas achei interessante e gostei bastante da arte.

Conta a estória de Hatsumi Narita, uma menina de 16 anos que vive com sua família em um conjunto de apartamentos para funcionários de uma determinada empresa, na qual seu pai trabalha. Lá ela convive, juntamente com seus irmãos, com os filhos dos outros funcionários da empresa, e nesse conjunto se destacam Azusa e Ryoki (filho do maioral).

Bom, a trama gira em torno das paixonites pela Narita, basicamente, mas existem duas estórias (interessantes) secundárias, que trazem o drama à obra. Uma delas é que salva o mangá.

Bom, se estiverem mais interessados na obra, o link está acima, por isso eu não vou resenhá-la (ainda bem por esta ser uma estória difícil de escrever, já que facilmente falaremos spoilers que ESTRAGARÃO a coisa). Mas, minhas considerações são, primordialmente, sobre o estilo das personagens.

Narita é uma "heroína" totalmente submissa, ingênua, boazinha (chega a ser enjoada), praticamente burra, ou seja: não faz meu estilo. Seu irmão é um mimo! Carinhoso, cuidadoso, responsável, inteligente, esforçado, porém muito sofrido (e gato, claro). Os outros personagens tem seus encantos (ou desencantos), MAS o Ryoki, é, SEM DÚVIDA, o personagem mais possessivo, obcecado, ciumento, egocentrico, "impositor", infantil e problemático que conheci, apesar de ser um charme (nossa).

Definitivamente não vou falar os spoilers que estão na ponta dos meus dedos (pois com certeza estraga a coisa, MESMO), mas o MEU final seria diferente. Aliás, trocaria inúmeras partes, já que o roteiro se perde em uns pontos, explora pouco partes super bacanas e dá muita ênfase à muita bobeira.

Mas essa é minha opinião e, mesmo assim, recomendo (se não tiver nada para fazer). Quer checar? Leia aqui (inglês).

6 comentários:

Nuno Medon disse...

Olá! Pelo que li e pelo que me contaste, esse Mangá parece que tem uma história romântica. Tu devoras mesmo isso, tipo Mousse de Chocolate! beijos e bom fim de semana!

Diana Bitten disse...

Lá vem você falando de doces!

Vc TEM que me fazer lembrar que eles existem? Não podia ter comparado a outra coisa????

Não achei taããão romântica a estória não. Já que o principal relacionamento é baseado em possessão, e o relacionamento "paralelo" em TOTAL doação.

Bjokas!

Belita disse...

Oi Diana!

Já coloquei esse mangá mil vezes na minha lista de leitura e nunca vou adiante... não sei o porquê... mas agora que você descreveu a "mocinha" assim submissa, não sei se quero ler não, hehehehehe... eu fico me perguntando se as japonesas SÃO realmente assim (bobinhas, ingênuas e tal) ou se é legal TENTAR SER assim, entende?

Eu vou embora ler Nora Roberts... ao menos as protagonistas são "cabras machos", hehehehe.

Bjinhos!

Diana Bitten disse...

Belita, eu já me perguntei a mesma coisa.

Porém não tive resposta. Só posso te afirmar que EU não sou assim e nem curto esse estilo. O que me cansou um pouco da série.

Sinceramente? A arte é bacana, tem cenas legais, mas você não está perdendo muito.

Agora...para finalizar: o que MAIS a NOra Roberts sabe fazer é macho. Aliás, machos perfeitos. Rs

Natália disse...

kkk foi o mesmo sentimento que eu tive.... meu final sobre essa serie seria tãooo diferente...eu fiquei tão irritada com o final que me deu vontade de quebrar o computador.. na moral.. ^^ Mas parece que não fomos as únicas que não gostamos do final do manga não.. tanto que no japão foi lançado um livro com outro final pra esse manga....

Diana Bitten disse...

Bem vinda Natália!

Sério? Outro final? Vc viu?

Vc sabe onde eu posso encontrar isso?

Abços!