quarta-feira, 7 de outubro de 2009

Asa mo, Hiru mo, Yoru Mo - Dousei Recipe - Datte Suki Nan Damon - Koi, Hikari

Eu estou com vários mangás para blogar e simplesmente não tenho tempo (ou saco) para isso.

Peguei vários mangás curtos e completos para passar a semana (alone), isso não quer dizer que eu tenha priorizado a qualidade, reparem... eram simplesmente para distrair a cabeça. Por isso farei uma postagem coletiva.
O primeiro, que eu acabei de ler, é o único incompleto. É do estilo slice-of-life, só que seinem e ecchi (apesar de eu ter achado muito infantil para classificarem como seinem). Chama-se Dousei Recipe e conta a estória de um casal que após 3 meses de namoro resolvem morar juntos. Só que nem deram o primeiro beijo ainda! E para piorar, a menina é super tentadora, o rapaz não "se aguenta mais" e o pai da menina é da máfia japonesa e persegue o namorado a todo momento. Resumo: pouco conteúdo, excesso de cenas desnecessariamente apelativas (como todo ecchi), porém com fatos engraçados e em alguns momentos (por ser slice-of-life) aborda de uma forma até bacaninha as situações cotidianas. Já o segundo eu sinceramente não gostei. Datte Suki Damon é um shoujo que conta a estória da estudante Moka que se apaixona por Masato, uma rapaz que só namora meninas compromissadas. Porém por sua incontestável devoção ao seu amor, Moka decide que mesmo sofrendo (por acompanhar o estilo de vida de Masato e suas contantes trocasde namoradas) prefere ficar a seu lado, mesmo que só como amiga. Só que os dois vão acostumando um com o outro... e ai a estória é tão óbvia e sem emoção que até cansa! Ela é uma típica apaixonadinha que se sujeita a qualquer coisa por sua paixão injustificada e ele é um personagem forçado que não convence em aspecto nenhum! Aliás, tudo na série é sem graça, enredo fraco e sem uma boa argumentação.
Koi Hikari é outro shoujo (clássico) que conta, de forma BEM romântica, a estória de Sumire e Kazuki. Sumire é uma típica menina sem maiores atrativos, de classe média, criada de maneira comum. Já Kazuki é o herdeiro de uma das principais famílias da tradicional dança japonesa, cercado por fortes tradições culturais, cobranças e preconceitos inerentes à classe. Só que eles se conhecem, se apaixonam e o rapaz decide brigar pelo seu amor, e por isso vai contra seu rigoroso pai. A estória só chama mais a atenção por alguns detalhes no gráfico e pelo romance rasgado. Porém não convence por muito mais do que isso e apresenta uma estoriazinha muito previsível, apesar de ter todos os ingredientes corretos para prender a atenção das menininas mais românticas.
O último - outro shoujo, chamado Asa mo, Hiru mo, Yoru mo, mesmo tendo como pilar central um tema mais sério, também não me convenceu, justamente por não terem sabido explorar melhor o enredo. Conta a estória de Shinobu, uma estudante que foi estuprada por um ex-aluno de sua escola que, infelizmente, tem o mesmo de Yokomizo, um colega de sala que está perdidamente apaixonado por ela. Devido ao trauma, Shinobu não consegue deixar Yokomizu se aprozimar dela e, principalmente, tocá-la. Mas como fazer se o rapaz está apaixonado por ela? É nessa que começa a luta de Yokomizu para se aproximar e cativar a menina. Lendo a sinopse podem até pensar que a estória é encorpada e com boa argumentação, mas sinceramente, não é. Tem lacunas que simplesmente fizeram com que a série não tivesse muita graça. Não torcemos pelos protagonistas e, em alguns momentos, até chegamos a ter certa antipatia pelos acontecimentos.

Deu para notar que essa semana foi quase cheia de fiascos, não é? Nenhum desses mangás acima é inesquecível ou é importante ser lido, MUITO pelo contrário. O mais agradavelzinho é o Koi Hikari (romance rasgadão) ou o Dousei Recipe (comédia sem-vergonha rs) SEM DÚVIDA!

2 comentários:

Laura Schwartz disse...

Dousei Recipe = Ecchi !!!!!


E a garotinha é uma topeira!

Diana Bitten disse...

É, ela é bem boçalzinha mesmo, típicamente Ecchiniana... rsrsr

Desses ai eu não recomendo nenhum. Como vc leu?