sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Luto por Teresópolis

Nem preciso dizer quanto sofrimento e ansiedade as pessoas de Teresópolis estão passando. Meu filhote está lá, nossa, que susto! Não vejo a hora de vê-lo sob minhas asas novamente.

Mesmo não estando presente, estou profundamente chocada e sensibilizada com a situação. Queria poder ajudar.

Só fico pensando o quanto de força as pessoas terão que ter para se reerguerem, para começar a ter esperanças novamente. Só peço que essa força surja logo e que cada vez mais haja consciência política e pessoal, para que os desastres sejam minimizados.

5 comentários:

Laura disse...

Estou chocada com tudo que tenho lido. O triste é que seu desejo de consciência política deve ser ignorado ....

Gustavo me disse que Nanda ofereceu ajuda na Delegacia na papelada de identificação e liberação de corpos (como advogada) e Bia e Gustavo levaram mantimentos para o Pedrão. Mas ele me disse que está apavorado com o que está vendo e com o peito apertado. Fica repetindo no Skype, "Triste, Laura, muito triste".

É horrível!

'Lara Mello disse...

Já chorei tanto aqui com isso..AS cena da mulher que largou o cachorro para sobreviver.. Muito triste!

Sorte!

Diana Bitten disse...

Olá meninas!

Nossa Laura, imagino, sabendo como seu irmão é sensível, eu imagino como ele não deva estar abalado tb.

Lara, é triste demais. Eu sou muito sensível para bichos, então vc imaina, no meio disso tudo, a gente já sensibilizado, e vê cenas tão chocantes? Nossa, é de acabar com qquer um.


O interessante de toda essa desgraça é que as pessoas mostram o melhor de si, doando-se, voluntariando-se pelo bem alheio. Se todos os dias fossem assim, essa generosidade, essa doação ao próximo, o mundo seria perfeito, não?

Abraços!

DAGON disse...

Oi Diana, fiquei esses dias com meu peito apertado também, não só pelas vítimas da pior tragédia natural do Brasil mas também por você e pelos seus amigos e familiares que sei que vc tem naquela região. Como no último dia 30 resolvi minha vida indo enfim morar sozinho, ainda estou me adaptando e estou sem internet, perdi seus telefones e fiquei realmente muito preocupado de nao poder saber noticias suas, fico agora feliz de saber que aqueles que vc preza estão vivos pq bem nenhum morador desse estado está.

Também tenho pessoas que amo na Serra, em particular na cidade de Friburgo, com quem consegui contato e soube que apesar de todo sofrimento tbm estão vivos.

Por muito pouco não subi a Serra para integrar o Corpo de Voluntários, mas nem cabe nesse momento me aprofundar nos motivos...

Se por algum motivo vc precisar deixarei aqui meus telefones novos já que não temos outro meio de contato, fique a vontade e ligue a hora que precisar se estiver no Rio, os dois são telefones móveis e eu mesmo irei atender.

21-30621924 (fixo Livre)
21-84272965 (cel OI)

Força a vc e aos seus próximos, passei por isso tudo duas vzs e sei o quanto é sofrida essa situação.

Com carinho,

Marcelo.

Diana Bitten disse...

Olá Marcelo!

Obrigada por lembrar e por se preocupar.

Espero que seja mais feliz nessa nova eapa de sua vida. Torço por vc.

Se eu precisar lembrarei de vc e entrarei em contato.

Abços!