segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Final de Ano

Por um milagre da vida meu final de ano transcorreu maravilhosamente bem (obrigada a quem torceu por isso, acredito que tenha dado sorte), claro que alguns contratempos sempre ocorrem, mas posso, com certeza, afirmar que esses foi um dos melhores finais de ano da minha vida.

Sem dramas ou perrengues, como de costume.

Natal em casa, tranquilo, com amigos queridos, Filhote, Mamily e outros agregados amados. Aliás, passar natal com criança é ótimo, ainda mais quando vc escuta que "Nooooossa, Papai Noel entendeu tudo o que eu pedi!!". Excelente comida, excelente companhia, clima tranquilo, como o Natal deve ser.

Já o reveillón conseguimos ir para a região dos lagos, e mesmo o transporte e o tempo não tendo ajudado muito, eu aproveitei bastante!

Na chegada conseguimos curtir sol até mais de sete da noite na Praia do Forte (Cabo Frio - RJ), companhia ótima, ótimo dia. Passamos o dia seguinte em Geribá (Búzios - RJ), local que eu não conhecia e achei maravilhoso, e de noite fomos em uma balada gay. Eu, como estranha que sou, dormi sentada e todos os gays ao redor ficaram olhando para mim (segundo me informaram) como eu seu fosse extraterrestre.

No dia seguinte, além de ser o dia da virada, o tempo estava muito nublado e nós estávamos caindo de cansaço, já que chegamos em casa quase sete da manhã, portanto resolvemos ir a um local mais perto e fui apresentar Costa Azul (Rio das Ostras - RJ) para os meninos. Dia nublado + mineiro = buteco.

A virada passamos em Cabo Frio e foi muito boa (fora o deslocamento até lá, mas eu outro post eu comento o fiasco)!!

Dia seguinte, todos pregados, dia nublado novamente e o passeio em Arraial do Cabo foi cancelado. Poxa, fazer o que em arraial se não poderíamos nem curtir os passeios de barco? Se não teria tanta graça a Praia do Forno? Ok, decidimos então voltar a Rio das Ostras, devido a hora que acordamos, e nessa tivemos uma adorável surpresa, já que curtimos um showzinho MUITO bacana em um dos quiosques da Tocolândia. Quem podia imaginar que no meio de um vendaval com chuvinha fina, estariam várias pessoas super empolgadas cantando legião, Raul... muito bom!!!

Chegamos tardão (já que até em casa foi mais de duas horas), mortos de cansaço e fome, mas felizes (e gelados, claro).

Dia seguinte a (nossa) bateria acabou, assim como a chance de sol, portanto basicamente ajeitamos nossa vinda, nos deslocando mais cedo para Macaé (RJ), local do qual partiríamos em retorno a Muriahell (fazer o que, né?).

Muito bom, praticamente perfeito, pena que o deslocamento (que virá em um outro post especial) deu tanta apurrinhação e trabalho!

4 comentários:

Henrique disse...

Pode acreditar que foi um dos melhores da vida das outras pesssoas que foram tbm! Pra mim pelo menos foi!
Não se esqueça de falar dos mudinhos na parte da ida pro reveillon... algo tinha q ser engraçado em meio a tanta tensão.... Um enorme beijo e já to com saudades.

Diana Bitten disse...

Olá meu bem, infiltrando no meu mundinho? tsc tsc tsc

Vou falar dos mundinhos sim, claro, como não mencionar aquilo? rsrsr

Bjo, sdd!

'Lara Mello disse...

Amiiga! Que bom que foi tudo lindo! Muita sorte!!

Diana Bitten disse...

Obrigada Lara!! Vc sempre simpática!
Muita sorte, muita felicidade p vc tb!
Beijo!

Bom, agora para deixar claro, no comentário anterior, eu não quis dizer muNdinhos, e sim mudinhos, ok? rsrsr