domingo, 19 de julho de 2009

Férias - a ida

Sumi pois entrei de férias. E as férias, justamente por serem minhas, foram meio caóticas.

Sabe aquilo tudo que você planeja para curtir? Pois é, não executei nem 1/3 das coisas nos meus longos 15 dias.

Primeiro que a ida por si só já foi um evento. Vocês conseguem imaginar duas pessoas e meia dentro de um fusca lilás, mais três malas, todos os artigos de uma festa de aniversário infantil, uma bolsa daquela gigante das lojas americanas cheia de sapatos, um tapete e, claro, a térmica cheia de quitutes (para filhote).

Mais farofa impossível, né? Mas farofa com estilo! Recebi três propostas de compras só na ida para Terê.

O caro é tão charmosinho que quando eu passava praticamente todo mundo olhava. Se algum sem coração que tiver lendo isso pensar "tb, farofa desse jeito..." está errado! Pois eu consegui arrumar tudinho para não ficar nada as vistas de ninguém. Pois só o fusca já basta chamando a atenção.

Fiz os 230 Km em menos de 3 horas (fusca gente... lembrem-se!) e cheguei morta pois, além da minha porta abrir em cada trepidação mais braba (mesmo estando perfeita), o retrovisor saía do lugar em cada caminhão que passava. Putz! Era só um vento mais fortinho que o trem rodava para baixo, que ódio!!!! Ai nem pude fechar a janela e cheguei com o penteado igual ao das panteras (as antigas, claro) em Teresópolis.

PS: Amei a imagem! Apesar de não conhecer o blog e não ser 100% a favor do lema.

4 comentários:

Laura Schwartz disse...

Lilás? Você me disse que pintou ele de outra cor? Pensei que era a mesma. Bom, essas "aventuras" sempre rendem boas memórias!

Diana Bitten disse...

Olha, ele é teoricamente azul, mas é um azul super lilazinho que eu achei de um caminhão da Scania.

Ele está muito fofo!

Agora, acredita que justamente quando o troço está uma gracinha minha mãe resolveu trocar? Pelo amor de Deus! Podia ter feito isso há 1 ano atrás, antes de eu gastar fortunas nele!

Laura Schwartz disse...

Fica com ele que é um clássico, espera pra trocar quando vocês saírem de Muriaé.

Diana Bitten disse...

Tenta convencer Dona Nina...