sábado, 20 de dezembro de 2008

O Incrível Hulk

Com Edward Norton (gosto dele!), Liv Tyler, e mais famosos (dos quais eu não saco, pois não me ligo em atores) a Marvel chegou para se redimir do primeiro fiasco verde (não assisti, mas as críticas foram unanimamente medonhas). Depois da série Homem Aranha, uma trilogia que não me decepcionou, ela me conquistou com essa ação bem contada, rápida e muito bem feitinha!

O filme conta a estória do cientista Bruce Banner, que após ter sido mal sucedido em um dos seus experimentos, se ultrapassar 200 batimentos cardíacos vira um mutante verde gigantesco, praticamente incrontrolável e com uma força "sobre-sobrehumana". Essas características são a desgraça na vida do pacato cientista, já que o fazem abrir mão de sua vida e seu amor, porém, aos olhos do "exército" elas o tornam um vantajoso intrumento e, por isso, ele se torna alvo de perseguições. Junto a isso tudo surge um outro mutante, nem tão pacífico... e o palco está formado para uma batalha mutante, com proporções imensas, somente proporcionadas por quadrinhos, onde o cientista precisará de controle para encontrar o herói dentro do anti-herói.

Vale a pena, muito gostosa (e rápida) de assitir (claro que como tudo, tem coisas a serem criticadas), com passagens pelas favelas, momentos de ação pura, risadas e até compadecimento.
Recomendo!

2 comentários:

Nilo Ras disse...

Poxaa to com filme akie nao vi ate hj!!

vou dar uma olhada amanhaa!!

Diana Bitten disse...

Cara.. vale a pena sim.

Distrai bastante!:P