quarta-feira, 10 de dezembro de 2008

Hoje é dia!

E que dia!

Não estava querendo blogar isso, mas preciso liberar minha tensão! ( maior post de todos!)

Ontem ocorreu um episódio comigo, um pequeno acidente e, por causa do mesmo, eu não dormi bem (ok, isso acontece com todo mundo). Bom, acordei quebrada, fui para o trabalho, atendi dois pacientes a mais e alguns com bastante estresse (tudo bem, todos são exigidos). Cheguei em casa, não tinha almoço pronto.

Nesse momento quem verdadeiramente me conhece pensou: "eita, começou o problema" - eu sou sensível para comidas. Preciso estar alimentada, não sei sentir fome e fico muito estressada. Mas não, me virei, comi rosquinhas, um pouco de soja, e uma pizza de ontem (um lixo, mas tá valendo, melhor do que me estressar), empurrando com guaraná natural. Dieta saudável? menina regrada? Foi tempo!

Como tinham mil coisas a serem feitas, eu pensei: vou tirar um cochilo antes, para estar disposta a fazê-las, ai começo por coisas aqui de casa, dou uma saída, resolvo as coisas na rua, dou uma passada com Filhote no parquinho, voltando eu termino aqui e de noite eu to pronta pro meu "compromisso" às oito. (como sou iludida, meu deus...)

Dormir? Piada! Cara, Filhote tem um botãozinho "vamos perturbar Mâmili" que só é acionado quando eu tento relaxar, impressionante! Quando Vóvili está com ele, o safado pula em cima dela e dorme a tarde inteira, mas comigo? Não... claro que não! Perturbou até eu desisti de tentar dormir. Ah! detalhe, está um calor realmente infernal aqui nessa terra hoje!!!

Vou lá, dou atenção ao Filhote, ai pensei: quer saber? vou me acalmar na faxina (vide campanha), pois esta casa está um pardieiro. A-h-a-m: Mamãe, quero Mingau. Pára tudo... vamos lá. Cara... ai foi demais: o menino CHUTOU o pote de mingau, em um momento de euforia pois ia começar o desenho predileto dele. NOSSA SENHORA! Voou mingau pelo sofá, pela manta do sofá, pela almofada do sofá, tor TODO o tapete, mesinha de centro, além de em mim e nele.

Cara, no auge da minha dor de cabeça (cansaço), pensei: vou pular de cabeça da sacada (não tenho coragem) - vou correr sem parar até cansar (não dá, o sol) - vou chorar (o mingau não desaparece só pq eu ia chorar). Ai resolvi fazer uma respiração da Ioga e levemente berrar para ele ir, de castigo, para o quarto. QUARENTA minutos para conseguir tirar o grude de farinha láctea (que foi sujando a casa toda, já que eu não percebi que o troço estava grudado no pé dele, sujando TUDO - inclusive a cama - no caminho)! E vim prá net descontar minha raiva em alguém no MSN até acalmar (lembrem-se que estou só aqui).

Acalmei. Atochei iogurte no Filhote (obviamente quando o mingau voou, foi para o chão, e não para seu estômago, como deveria ter ido). Retomei a faxina. Tomei banho, acalmeeeeei. Huuuummm, que gostoso... A-H-A-M!

Antes de sair (claro gente, estava seguindo meu plano inicial de ação), resolvi confirmar se o celular estava desbloqueado (deveria ter ficado pronto ontem Às 14:00 horas, e eu já tinha perdido viagem ontem duas vezes), o cara simplesmente fala: "olha, desculpe, mas não ficou não." E só. Fim. Ponto.

COMO assim??? Sei que estou estressada, mas é que aqui nessa terra TUDO de prestação de serviços que eu preciso eu ME FODO! Coloquei a máquina de lavar no conserto, o troço pifou logo depois, comprei outra - coloquei o DVD no conserto, o troço pifou logo depois, comprei outro - filtro de linha quebrado, fiquei sem net um final de semana e, depois de muito estresse, me mandam um cara que não sacava nada e admitiu que seu ramo era telecomunicações - outro cara foi tirar xerox de uma nota fiscal importante que eu deveria enviar imediatamente por fax, e queimou a nota, ficou toda preta, eu tive maior prejuízo, só consegui mandar o fax no outro dia e o cara ainda riu!

E o povo daqui só sabe falar: "DESCULPE"! Não!!! Eu não desculpo porcaria nenhuma!!! Aquela frase "quem não tem competência não se estabelece" não serve MESMO para essa terra na qual me encontro! Pedir desculpas só não adianta! As pessoas tem prejuízo!

Imagina se EU fizesse isso? "Doeu? Não está sentindo sua perna? Desculpa!" "Luxou? Seu braço caiu? Desculpa!" "Pinçou o nervo? Não consegue andar? Ah, meu Sr., me desculpa!" " A costela perfurou o pulmão? Não consegue respirar? Me desculpe, ok?"

Ou então, advogados nos EUA, perdem a causa, de um inocente: "Você vai prá cadeira elétrica? Me desculpe por favor, não "vá" com raiva de mim, ok?"

Resumo do dia: Não fui na rua, não limpei a casa como deveria, não estou com celular, não busquei encomendas, não levei Filhote na praça, ainda estou estressada... não fiz nada de útil! Hum... deveria pedir DESCULPAS a mim mesma??

6 comentários:

Cinthia disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Caraca que dia de cão eu hein...

Dei muita risada, já penso mesmo se só pedir desculpas bastasse ta certissima...

Será que seu eu colocar fogo lá em casa e pedir desculpas pro meu pai ele vai me perdoar ??

huahuaha

Muito bom legal mesmo...

Cih cullen !

Diana Bitten disse...

Valeu pela visita! ;)

Atualizando notícias: prá sacar como as coisas são prá mim, hoje é sexta-feira e acabaram de me informar que o celular que eu botei prá desbloquear (na terça) só chega na segunda!

Claro, que junto com isso teve um pedido de desculpas...

Lancaster disse...

Bom, olhe pelo lado positivo: o dia seguinte COM CERTEZA foi melhor. ;)

Diana Bitten disse...

Lancaster:

Bom pensamento... mesma coisa de: "to no fundo do poço, que bom, pelo menos não posso mais cair", não é?

Rsrsrs

Laura Schwartz disse...

Aqui, eu pensei que quem estava no inferno astral era eu!

Mas, como lá em casa todo mundo é ruim, mamãe pediu pra eu fazer dois comentários.

Sobre o mingau, ela disse que errada está você de deixar o menino comer mingau no sofá vendo TV, que lugar de criança comer é na mesa da cozinha. Huahahahahahahaah!

E também que Deus disse que quando Adão foi expulso do paraíso Deus disse que ele ia ter que trabalhar e viver do suor do próprio rosto, e que é isso, emprego é punição, é castigo, e que praticamente ninguém nessa vida vai fazer algo que ame.

Agora, vindo de mim, não mate o seu fiote não!

Diana Bitten disse...

Sua mãe está certa, certa, e novamente certa.

Eu tenho é que ser punida mesmo, com feiura, pobreza, e trabalho!

E isso tudo gripada! ahuahuahau