domingo, 23 de novembro de 2008

Um dia perfeito


Gente, não sei se é o tempinho (chuvoso, friozinho) ou se sou eu (que devo estar sensível e carente), mas fiquei tocada com esse filme simpleszinho.

Parece filme feito para TV (se bobear até é), que conta a estória de um homem que perde seu emprego de 15 anos e, com a ajuda da esposa, reconstrói sua vida, como escritor. Só que, devido ao seu estrondoso sucesso, sua vida começa a mudar e ele acaba por se deixar levar pelas circunstâncias e muda seus valores sobre a vida. Porém, devido a uma "figura misteriosa" ele se vê obrigado a repensar esses valores.

Minha opinião: (pode conter spoilers)
Como disse, filme sem grandes atrativos. Não tem aquela maravilhosa fotografia, cenários estonteantes, atores renomados, direção "spilbergiana" e tal. Mas é um filme simples que me tocou verdadeiramente.

Queria ser como a personagem feminina, doce, que incentiva o marido, o escora, porém sem perder suas opiniões e com atitudes seguras e acertadas. Queria ter um marido como aquele (do início do filme), mas na minha atual (e pessimista) visão, aquela família é inexistente.

Espero que esse filme fique por um longo tempo na minha cabeça, para me inspirar a ser melhor, almejar àquilo e saber que, se tentarmos, pode ser possível.

Recomendo esse filme: para quem quiser repensar seus valores (Ai que post sentimentalóide...)

2 comentários:

SCRN 702/703 Bl.D En.46 disse...

O Nilo falou para deixar um comentário inteligente aqui, então vamos ver como me saio:
Achei triste aquele texto "Relacionamento" e o do jantar e o da depilação. Essas coisas podem valer a pena, quem sabe, um dia, pra pessoa certa. Às vezes eu acho que trabalhar para sustentar esposa e filho talvez valha a pena ;)
Me adiciona no seu Gmail: acorde@gmail.com

Diana Bitten disse...

Os textos que você leu não eram para ser tristes, e sim muito engraçados.

Eu quase morri de rir (tudo bem que isso é mole) lendo, pelo menos o do jantar e o da depilação. Não que eu concorde, mas me distraiu e muito!

Em relação ao que realmente vale a pena... isso dá muuuuuita conversa.

Abços e obrigada pela visita!