sexta-feira, 14 de maio de 2010

Meio Rato

A estórias da minha gata já são um pouco conhecidas por quem acompanha meu blog, porém nunca entrei em maiores detalhes.

Todos que tiveram gatos ou mesmo frequentaram casas com gatos, sabem que os bichanos sempre estão aprontando alguma, ou melhor: quando não estão dormindo, estão aprontando. É impressionante como gato consegue ir de 0 a 100 em tão pouco tempo, ou eles estão catatônicos, ou estão correndo como uns desvairados por ai, normalmente fazendo merda. Minha gata é um perfeito exemplar de como ser um felino. Ela já é uma senhora idosa, deve estar beirando uns 13 anos, porém continua com o seu excesso de personalidade intacto. E ama trazer "prendas".
Não é a minha, mas a cena se repete...
Dentre as prendas inesquecíveis (como a do morcego que contei aqui), temos a que eu cheguei de viagem, de madrugada, morta de cansaço, só tomei um banho e fui correndo para a cama, porém, logo que deitei eu senti umas areinhas sob meu corpo. Levantei (quase me arrastando) e acendi a luz. Foi só o tempo de acender a luz, gritar e correr (já que eu previa o que ia acontecer). Minha mãe que estava dormindo acordou desesperada e veio para o meu quarto, meu namorado que estava tomando banho saiu quase pelado e veio correndo para o meu quarto e, quando levantamos o travesseiro, lá estava ele - um rato - todo serelepe, DORMINDO! Presente da gata.

Vocês conseguem imaginar o nojo que eu fiquei? Mesmo tendo corrido para o chuveiro de novo e esfregado minha pele até quase esfolar, eu ainda tinha a impressão de estar suja. Ah, que agonia!! Experimentem deitar em cima de cocô de rato?!?!

Pouco tempo depois, estávamos eu (ainda traumatizada) e esse mesmo namorado deitados no chão vendo um filme, quando ele diz: "vc viu a gata correr atrás de alguma coisa?" Ele nem terminou de dizer a frase e eu já estava em cima da arca, tentando subir no no armário (tb já sabendo o que era). Olha, esse dia os dois - Mamily e my ex - ficaram mais de uma hora correndo atrás do minúsculo filhote de rato que a sarna da gata tinha levado para dentro.

Importante destacar que minha mãe adora ratos. Melhor dizer: ela acha os ratinhos (principalmente os filhotes que a gata trás para dentro de casa) LINDINHOS! "Olha esse Diana, que bonitinho, tão pequenininho..." e então o drama está montado, ela tentando salvar o rato, a gata tentando brincar com ele, eu fugindo e a cadela histérica do lado de fora esperando sobrar alguma coisa para ela. Agora com Filhote a cena cria proporções maiores.
Pior que são lindinhos...
Já na casa nova, o primeiro bicho foi outro: uma rã albina do tamanho de um sapo boi (tamanho, não gordura) e com a flexibilidade da Sra. Incrível. Sério, é unânime, aqui em casa nunca ninguém nem ouviu falar sobre uma rã igual a que vimos. Pois é, eu estava no telefone e vi aquele bicho enooorme tentando fugir da gata, pulando FÁCIL mais de um metro de comprimento. Nem preciso dizer que dei um berro ESTRONDOSO no ouvido da minha amiga, desliguei na cara dela e saí correndo para me trancar no quarto. (Não sou fresca, mas tenho agonia de bichos molengos e sem pêlos).E, finalmente, a dessa noite: ontem fui deitar de madrugada, já que fui com uns conhecidos ouvir chorinho (eu quase chorei mesmo, de tão boring) e, acreditem, antes de dormir eu pensei: vou trancar a porta do quarto pois estou só (Mamily e Filhote estão viajando, quem iria me salvar?) e a gata pode aprontar alguma. NÃO DEU OUTRO BICHO, literalmente!
Hoje acordei toda serelepe (mentira, estou resfriada, de novo) e quando abro a porta do quarto tem MEIO RATO olhando para mim. MEIO RATO. Onde está a outra metade?

Bom, podem me chamar de porca, mas 1) estava frio, 2) eu estava com sono, 3) eu estava muito atrasada, 4) se eu mexesse naquilo eu não lanchava e 4) eu estava com fome, então... passei por cima do meio rato, me arumei e saí.

Cheguei em casa agora e o meio rato continua lá. A desgraçada faz a bagunça e não limpa! Liguei para Mamily, que me informou que eu não preciso me preocupar com a outra metade, já que ela comeu (a gata curte comer a cabeça dos bichos, segundo informações colhidas), sentei aqui para escrever e agora estou indo retirar o meio rato, morrendo de nojo.

É IMPORTANTE destacar: somos muita asseadas, moro bem e aqui não tem rato. Mas ela REALMENTE arruma algum na vizinhança!

9 comentários:

Hj eu sou Samoa Jones disse...

uahuahuahauahuahauhauahuahauhauahuahauhauahuahuahauhauahuahuahauhauhauahauhauhauahauhauhauahuahuahauhauhauhauhauhauyuahuahauhauhauhauhauhauhauhauhauhauhauahuahuahuahauhauhauhauhauahuahuahuuahauhauhauahauhauhauahauhauhauah

Depois quero comentar um detalhe com vc em off
kkkkk!

Diana Bitten disse...

Sh não, seu mala! Vai me matar de curiosidade até semana que vem? Aliás, até a outra???

Nossa... vou te espremer para vc soltar isso antes!

Bjo!

Laura Schwartz disse...

Só vou falar uma coisa ... eeeewwwww!!!!

Lancaster disse...

Os gatos deveriam livrar a casa dos ratos, nao trazer os ratos pra casa. Acho que o seu tem problemas. XD

Diana Bitten disse...

Isso eu sei! Agora tenta convencer ela!

Essa madrugada foi um pardalzinho, tadinho, morreu.

Vanessita disse...

Essa de deitar em cima do rato eu ia levar um bom tempo pra me recuperar... Uma vez no banho passou uma barata em cima do meu pé e eu fiquei um tempão lembrando a sensação das perninhas.....eca!
Mas tua gata é normal, eles fazem isso sim! Eu morei uma época em sobrado e é inevitável, pois os bichos vem pelo telhado (ainda bem que agora estou em apartamento, me livrei disso), lembro que a minha gata chegou a trazer e colocar a "dádiva" no pé da porta algumas vezes. Sinto falta da minha gata, que passou praticamente minha infancia e adolescencia comigo, ela tinha umas manias muito engraçadas... por exemplo, viciada em chulé (do tênis Bamba da minha mãe, pra ser mais específica). Quando minha mãe chegava em casa e tirava o tênis ela enfiava as duas patas e a cabeça lá dentro e ficava doidona, às vezes acho que até dormia (ou desmaiava, sei lá) com a cara lá dentro, tenho até foto de recordação! rsrs

Diana Bitten disse...

Ahauhauah muito boa essa do seu gato! Ri muito imaginando a cena do gato "doidão".

OLha, essa semana a gata já trouxe uma rã e um passarinho que, infelizmente, facleceu, como eu disse na resposta anterior.

Bjo!

Vanessita disse...

Ah, que dó do passarinho!
Pelo menos ela não tá de brincadeira não, gosta de mostrar serviço!

Diana Bitten disse...

@ Vanessita:

Nem me fale... as vezes eu queria que ela "trabalhasse" menos.

Bjo!