terça-feira, 6 de abril de 2010

Desasabafo dos hormônios descontrolados

Olha, hoje não foi um dia bom, aliás, esses dias não foram bons então acho melhor se afastarem de mais um post da série: posts de desabafo. (Bom, se continuarem, não digam que eu não avisei!)

Tenho repensado em muitas coisas na minha vida (aliás, desde que eu vim para Muriaé me sobra muito tempo para isso, já que aqui nada me interessa!) e o mais novo anime que eu estou assistindo só contribuiu para estimular mais ainda o meu momento introspectivo. O triste é que dessa introspeção não está sobrando muita coisa boa, acho que a culpa é dos hormônios, só pode.

Para esquecer os problemas que surgem (pois já é cansativo aguentar as coisas que eu já tenho que resolver naturalmente) eu vivo de palhaçada. Faço piada com tudo e todos e vivo de bom humor. Só que isso cansa, e quando vou rever algumas atitudes,ou simplesmente não me reconheço mais ou não sei se tudo isso é válido.

Tenho problemas graves no trabalho por questões organizacionais (quem lê o blog sabe que ficamos cinco semanas sem água em uma clínica de fisioterapia, só não sabe que ficamos sem cadeiras, que os tacos saem, que faltam equipamentos, que não tem uma instalação elétrica decente e que, por isso, os aparelhos são ligados em 3 extensões grudadas... não preciso ficar enumerando mais, não é?), fora os problemas políticos que frequentemente nos levam a sermos ameaçados (não vou entrar em detalhes pois ficaria bem extenso) e as demais chatices. Somando isso ao fato de eu, como todos sabem, detestar Muriaé, acho que o melhor agora é viver levando as coisas de uma forma mais light (para quem me conhece SABE o quanto é difícil eu ser light), resolvendo as coisinhas sem estresse, esperando para ver o que vai acontecer, botando panos quentes... ou seja, meu peito está virando um brejo de tanto sapo que eu engulo(!), tudo isso com o intuito de sofrer menos (coisa que DEFINITIVAMENTE não faz o meu estilo).

Porém (só pode ser devido a TPM) essa semana expirou o prazo de ser "easygoing". Não suporto mais, a vontade que eu estou é de gritar aos quatro cantos tudo o que eu quero falar para todo mundo, com direito a dedo na cara e tudo o mais!!! Can-sei!

Ontem cheguei ao ápice quando um paciente meu virou para mim e disse: "- Posso te dizer uma coisa?" Eu: "Hum?" Ele: "Você precisa arrumar um namorado". E eu respondi: "-Posso te dizer uma coisa?" e Ele: "Hum?" Ai eu: "Vai a merda?"

No final, sabe qual foi a única alternativa que eu arranjei? Fuga. No trabalho: fico muda e, quando não estou com a mão em algum paciente, leio (estudo) ou limpo. Em casa: biiru (cerveja para quem não sabe), hobbie, estudo e família (filhote e "irmã", pois até mamily tem estado sob a minha mira). Quando saio: hum? O que é isso mesmo? E querem saber? No meu estado atual é melhor eu ficar quieta dentro de casa e pendurar aquela plaquinha de "Não Perturbe", ou melhor "Cuidado, cão bravo".

Já pararam pra pensar que estamos praticamente o tempo todo rodeado por hipócritas? Egoístas? Quando estamos felizinhos, lindinhos, endinheiradinhos, estamos rodeadinhos. Agora, experimente não ser perfeito e ver o que acontece!

Tá, agora que eu pude "gritar" aqui, posso voltar para a minha vidinha e continuar meu momento "fuja desesperadamente como Forest Gump". Run Forest!!!! (Pena que eu não tenho fôlego)

7 comentários:

nefasta disse...

Olha, eu também tô passando por um momento ''Não pertube!''. No meu caso é porque me cobro MUITO. Tenho problemas sérios de autoestima, por causa disso, é cansativo conviver com os outros... Muito cansativo pra tudo!Ao mesmo tempo, tô tentando pensar por um lado positivo sobre esses momentos de resguardo: ao menos esse tempo será só pra mim... E posso tentar resolver isso, já que só cabe a mim os resolver. Momentos vem e vão...

Fui comentar sobre o seu desabafo, e acabei desabafando! HUAHA. Desculpe. =/

Abraços!

Diana Bitten disse...

Sei do que está falando pois eu TB me combro muito. E eu tb tenho problemas com minha estima, uma vez que como TODOS amam afirmar, eu sou única, eu sou extraterrestre, eu sou isso e eu sou aquilo.

Para mim, assim como p vc, é EXTREMAMENTE cansativo conviver. E parece que cada dia é pior. Ter que seguir determinadas condutas só por causa de cultura, só por que a sociedade diz que é correto, sendo que na verdade é um aputa hipocrisia me mata!

Adorei sua presença e seu desabafo. Um beijinho!

Laura Schwartz disse...

Goosfabra. Te mandei um mail.

The quick brown fox jumps over the lazy dog disse...

Poisé, e ainda tem um agravante, quando o individuo engole muito sapo, começa a achar normal as pessoas pisarem nele, e começa a perder a pouca auto-estima que possui, levando a um circulo vicioso que resulta, bem, nós já sabemos né, ai quando viramos edonistas dedicados aos nossos prazeres, complica, quando a gente dedica tempo social em coisas como estudar sistemas e virar um super hackr, ou fazer analises super complexas de lost, é um sinal e o estouro da boiada é quando a gente acorda, e vê o que fizeram com a gente, a gente entra em estado de furia e se volta contra aqueles que erraram, e ai a gente fica sozinho... quem sabe não é melhor ? ein Diana ni-san ?

Diana Bitten disse...

Obrigada pela visita TQBFOTLD!

Primeiro queria muito saber quem vc é ou se me conhece pessoalmente, já que estou tremendamente desconfiada que vc é uma pessoa muito querida, que sinto muita saudade, mas que optou por se manter afastado.

Segundo queria te perguntar, quando vc diz: "(...)a gente entra em estado de fúria e se volta contra aqueles que erraram(...)", nesse caso não seria nós mesmos os culpados por termos nos deixado levar? Não seria, portanto, nós, os errados?

Se vc for quem eu estou pensando, entra em contato comigo, por favor? Caso vc leia esse resposta, de qquer forma... :(

Beijo!

Hermes Trismegistus disse...

"(...)aqueles que erraram(...)"

podem ser muitos, inclusive a visão de erro é relativa aquele que a vê...

Você na ordem de pessoa ligada a escrita não reconheceste minha forma de concatenar as ideias ?

deixe-me lhe contar uma coisa, na Grecia antiga haviam as profetizas, estas se afirmavam serem capazes de ler o futuro, porem suas afirmações eram vagas, comumentemente os que possuiam fé em suas afirmações as encaixavam na realidade depois consumada.

portanto

"(...)Se vc for quem eu estou pensando(...)"

não funciona.

Pensei que você gostasse de enigmas, de exercitar a mente, afinal uma pessoa com tantos dominios, deveria saber, conhecimento de histórias ficcionais, informática, ciências biologicas, algum conhecimento impirico de pscologia, ah enfim, não ficar te descrevendo não é ?

Bem, decifra essa ai, eu não sou 3, sou muitos, mas um dos muitos é 3 porque domina um dominio dos muitos que possuo...

posso ser qualquer um, mas se está tão certa de quem sou, dê um chute, ou não...

Diana Bitten disse...

Não concordo, acredito piamente que não existe apenas uma verdade, porém o mesmo não ocorre com o erro. O erro (ao contrário da verdade) é absoluto, e não relativo.

Foi justamente a sua forma de "concatenar as idéias" que me fez suspeitar quem vc é.

E, nesse caso "(...)se vc é quem eu estou pensando (...)" funciona sim pois só existiram duas pessoas que optaram por manter a distância, e só uma delas "concatena idéias" como vc.

Nem todos os enigmas me fascinam, pois existem os que me deixam tão curiosa que me fazem beirar a irritação.

Quem me dera saber sobre tantas áreas... vc me conhece muito pouco!

Putz!!! Agora (nesse exato momento) sei quem, aliás, tenho certeza de quem vc é, Sr. Felippe!! Já que meu outro chute foi terminantemente ignorado por email (pela pessoa que eu achava que era...).

Um beijinho!